FRAIBURGO

24 fevereiro 2010

Comunicação na Era Digital - 3

Colaboração: Ariane Lúcia Guindani Publicitária - FAE - Curitiba-Pr arianeguindani@gmail.com

Este é o terceiro capítulo do artigo original Comunicação na Era Digital. Conforme lhes prometi, o mesmo será publicado em 4 etapas.

As Redes Sociais

É esta Web 2.0 dinâmica e interativa que proporciona cada vez mais ao marketing e a propaganda chegar a fundo às relações pessoais dos indivíduos. Sabem como iniciou? Rastreando as ocorrências de citações que uma marca possui na web graças aos disseminadores de conteúdo, os consumidores ou os famosos internautas, pois, “o verdadeiro poder da mídia social está na amplificação do boca a boca, na opinião autêntica, orgânica”[1]. O maior ganho oferecido pelas redes sociais é a possibilidade que as marcas tem de obter o feedback dos consumidores em relação aos novos produtos da marca, porém, acontece que nem todos os posts ou tópicos são escritos de forma positiva, e, de acordo com Werner[2], administrar as reclamações postadas por consumidores nesses endereços é bastante complicado. As ferramentas das redes sociais acabam não só oferecendo um novo canal até os consumidores, mas também reduzindo custos da organização com identificação dos usuários, repasse de informações, apresentações de novos produtos, enfim, inúmeras possibilidades de se conectar com seus clientes de forma prática. A vantagem das redes sociais como ferramenta de marketing é a separação dos usuarios por interesse, segmentando exatamente o publico alvo que se deseja atingir, por exemplo, em uma rede social pode existir determinado grupo que se interesse por uma marca, seja um clube de futebol ou alguma banda de rock, o que auxilia as empresas que desejam atingir um destes grupos de pessoas. Porem deve-se cuidar com a confiabilidade de algumas informações que circulam nas redes sociais, como por exemplo, se fosse feita uma pesquisa de idade em determinada rede, poderia encontrar erros nas pesquisas, pois algumas redes não permitem o cadastro de menores de idade, o que não impede que estes se cadastrem e utilizem o site.

Considerando que as ferramentas e recursos são inúmeros, abaixo listamos algumas redes sociais nas quais as presenças das marcas se encontram cada vez mais fortes, vejam as características básicas de cada um deles.

MySpace

Ao navegar pelas páginas do MySpace o usuário pode ouvir música, ler Blogs, trocar mensagens com outros usuários, assistir trechos de programas de TV e traillers de filmes, além de ler notícias atualizadas e acompanhar debates de políticos. Em uma entrevista para a EXAME Chris DeWolfe, criador do MySpace diz que segundo pesquisas os americanos passando 12% do seu tempo navegando no site MySpace.

Blog

Os blogs têm como principal característica a rápida atualização e edição das informações divulgadas. A estrutura do blog é vertical, sendo organizadas as postagens mais recentes de forma com que a ultima informação fique com uma maior visibilidade. Os principais usuários do blog o utilizam com diário online ou como um divulgador de noticias e idéias. No blog é possível postar imagens, links e comentários, o que garante a interação entre os usuários. Existem blogs dos mais diversos temas, como esporte, cinema, política, musica, entre outros, o que garante a diversidade dos usuários da ferramenta.

Twitter

Havi Brooks definiu o Twitter, no Fluent Self, como um bar, pois é onde as pessoas se encontram, encontram seus amigos, conhecem pessoas novas. Com essa idéia que empresas abriram suas portas ao Twitter, com a idéia de achar novos consumidores, como por exemplo, a submarino.com, que dispõe na sua pagina do Twitter diversas promoções do site. As empresas utilizam também para divulgação de suas marcas, enviando atualizações aos seus usuários. A Starbucks utiliza a caixa de sugestões na sua loja física e agora também via Twitter, onde as pessoas podem deixar suas reclamações e sugestões. O Twitter garante ainda mais a proximidade das empresas e seus consumidores, sendo um canal alternativo de atingir um publico cada vez maior, tendo em vista que o Twitter é hoje uma das maiores redes sociais. O Twitter possui funções como as do blog, podendo postar mensagens, links, noticias, fotos, entre outros. Essas ferramentas podem ser atualizadas em diversos locais, já que o site disponibiliza a função via SMS,pela Web e por outros softwares.

Facebook

O Facebook é um dos web sites de relacionamento pessoal de maior acesso entre os usuários, com mais de 120 milhões de usuários ativos. Mesmo não sendo o seu foco, o Facebook é o site que mais possui fotos publicadas por semana. O funcionamento do site é comum ao do Orkut, que tem seu grande mercado no Brasil, ao contrario do Facebook, onde sua maior força é os Estados Unidos. O site permite a criação de um perfil, colocando informações da pessoa, álbum para fotografias, e a interatividade através da troca de mensagens entre os usuários. As principais ferramentas do Facebook são “O Mural”, que é um espaço no perfil do usuário onde seus amigos postam mensagens para ele, os “gifts, que são pequenas imagens disponíveis para enviar junto as mensagens, o “market place”, que é uma espécie de classificados da rede Facebook, o Poke, que é uma forma de interação entre os usuários, a definição do “status”onde os usuários definem suas ações mais atuais, o Facebook vídeo, onde os usuários podem divulgar vídeos entre si, entre outros aplicativos.

Orkut

O Orkut é a rede social de maior numero de usuários no Brasil com mais de 23 milhões de usuários, e tem as mesmas características do Facebook, cujo principal função é promover encontros entre amigos na rede. O Orkut possui também as comunidades virtuais, de diversas categorias e temas, que funcionam como fóruns de discussão a respeito dos temas relacionados a cada comunidade.

Flicker

O Flicker é um web site de armazenagem e compartilhamento de fotos na rede, onde os usuarios podem mostrar suas fotos e vídeos para outros usuarios ou não do Flicker. Uma grande vantagem para os usuarios do Flicker é poder utilizar o site como um backup de suas fotos, caso venha a perde-las por algum motivo. No início, quando os primeiros sites de relacionamento começaram a crescer e ter destaque eram vistos apenas como uma brincadeira, ou mera curiosidade por parte dos adolescentes, mas atualmente as redes sociais como MySpace, Facebook e Orkut são as mais novas e importantes novidades presentes na grande rede, a web 2.0. No Proxxima, evento sobre mídia digital, Scott Pansky[3] fala sobre alguns dados referentes à mídia digital.

- 5 bilhões: número de minutos que as pessoas do mundo todo passam por dia no Facebook; - 1,9 milhão: número aproximado de Tweets publicadas diariamente no microblog; - 3,6 bilhões – Fotos no Flickr em junho de 2009

Esses números demonstram o cenário e o crescimento da mídia digital e alem disso, e o mais importante é entender que as estratégias digitais são essenciais para uma boa campanha de marketing.

_________________________________

[1] John Bell, Diretor – geral de Influência Digital 360º da Ogilvy Public Relations Wolrdwide. [2] Carlos Werner, Diretor de marketing corporativo da Sansung. [3] da agência de marketing Allison & Partners

22 fevereiro 2010

Feliz Aniversário!!!!

Olá Pai,
Invadimos o seu espaço hoje para deixar registrado aqui também o quanto és importante para nós!
Ser pai hoje em dia não é uma tarefa fácil.. mas tu tens tirado de letra e realizado este papel de forma impar desde o dia em que nascemos!
Ser pai muitas vezes requer paciência, coragem de ir adiante, saber calar fazer e guardar, dizer e não insistir, falar e dizer, dosar e controlar-se!
Ser pai também é ser o exemplo da casa, é ser aquele que nos acolhe e nos deixa com tantas saudades com toda essa distância entre Fraiburgo e Curitiba, por mais dolorido que seja, nossos momentos juntos são simplesmente perfeitos e inesquecíveis!
Ser pai é ser também esse exemplo de força, coragem, determinação e força de vontade!
Ser pai, ser filho, ser filha, ser mãe, ser vovô... Ser a base de toda essa família é realmente fantástico, principamente quando sabemos que é você o nosso maior orgulho!
Que esse seja mais um ano maravilhoso e abençoado por Deus, que nunca nos falte amor e união, pois o resto nós conquistaremos todos juntos, sempre!
Te amamos muito!
Um beijo de seus filhos Ariane e Beto.
Ah, não podiamos deixar de esquecer do netinho que tanto lhe admira Andrézinho!!

19 fevereiro 2010

Dando Sentido A Vida !!!!

Recebi esta mensagem por e-mail e compartilho com todos vocês:
Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com deficiência mental ou física, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos. Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si, terminar a corrida e ganhar. Todos, com exceção de um garoto, que tropeçou no asfalto, caiu rolando e começou a chorar. Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás. Então eles viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas, com Síndrome de Down, ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse: "- Pronto, agora vai sarar". E todos os nove competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos. E as pessoas que estavam ali, naquele dia, continuam repetindo essa historia até hoje. Talvez os atletas fossem deficientes mentais... Mas, com certeza, não eram deficientes espirituais... Por quê? Porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida é mais do que ganhar sozinho. O que importa nesta vida é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir o passo e mudar de curso...
Pensem nisso. E tenham um dia diferente!!!...

17 fevereiro 2010

Comunicação na Era Digital - 2

Colaboração: Ariane Lúcia Guindani
Publicitária - FAE - Curitiba-Pr arianeguindani@gmail.com
Este é o segundo capítulo do artigo original Comunicação na Era Digital. Conforme lhes prometi, o mesmo será publicado em 4 etapas.
2 WEB 2.0 Dentro do contexto da Era Digital, observamos a chegada de inúmeras ferramentas disponíveis, várias tecnologias que influenciam diretamente as organizações nas formas de anunciar e fazer negócios.
Estamos em um mundo em constante mudança, e com a expansão da Internet e a maior facilidade de chegar ate ela, vimos ela mudar de forma ao longo dos anos , e sendo somente no ano de 2004 a primeira vez que se ouvi falar dela pela O’ Reilly media e pela Medialive Internetional , a partir deste momento vários veículos e portais especializados no assunto começaram a falar da Web 2.0 e assim se popularizando rapidamente .
Como uma profunda mudança na maneira de ver esta nova Web, temos um quadro feito clássico, elaborado por Tim O'Reilly que mostra de maneira bem clara as diferenças de como era os recursos mais conhecidos e como eles são apresentados atualmente:

Mas como podemos ver no quadro acima, as mudança foram várias e poderíamos continuar esta lista de forma a apresentar toda a evolução. Segundo O’Reilly ( DEhh ) ” Se uma parte essencial da Web 2.0 é tirar partido da inteligência coletiva , transformando a Web em uma espécie de cérebro global, a blogosfera equivale a um constante bate-papo mental que tem lugar na parte frontal do cérebro , a voz que todos ouvimos em nossas cabeças.” , podemos dizer então que o centro das ideias e conceitos não esta mais preso , ele esta difundido e espalhado por todos que queiram compartilhar ele ou mostrá-lo.
Na era web 1,0 , todo conteúdo disponível na rede de computadores, era idealizado por uma pessoa ou um grupo, na sequência que era criado o conteúdo dele era disponibilizado e tinha que ser guardado em um servidor geral, um local longe e armazenado em grandes computadores e servidores , com a Web 2,0 esta barreira se quebrou, não sendo mais necessário um único lugar remoto para arquivamento destas informações, e sim toda a rede seria um grande servidor de conteúdo e ideias .
Com esse avanço podemos fazer as informações correr mais rápidas através de novas ferramentas, não sendo mais necessário um servidor de um site como mp3.com para disponibilizar as musicas e sim uma ferramenta como o já não utilizado Napster, ou ate mesmo o Bittorrent, que facilita a troca rápida de informações entre usuários. Este tipo de exemplo se aplica a quase todas as formas de comunicações via Web que usamos, conhecemos e somos atingidos .
Esta nova forma de ver a Web, sem eixo, sem uma pessoa responsável para prover as noticias, idéias, e temas diversos, pode fazer as pessoas participarem ativamente dela, como consumidoras e produtoras de conteúdo , a cada momento a rede está sendo atualizada com diversos assuntos, como veremos mais a fundo no próximo tópico que ira mostrar o grande crescimento das redes sociais.

15 fevereiro 2010

O Vovô e o Netinho

Domingo pela manhã. Meu netinho André está em minha casa, alegre e contente. Brincando, cantando, pulando, correndo, até que me chamou para brincar com os "joguinhos no computador". Mas tinha um problema. Meu computador não estava em casa. Ele ficou triste e perambulando pela casa até que deu de cara com minha velha máquina de escrever. Veio correndo: vovô... vovô, tem um computador lá naquela sala... vamos jogar os "joguinhos no computador? Vamos?

Tentei explicar que aquela era só uma velha máquina de escrever, mas não tinha jeito. Ele tinha argumento para tudo: este computador do vovô é tão moderno que tem impressora, joystick, não precisa de cabos de energia, dá para levar para o jardim, não precisa de monitor já está tudo embutido. Vamos jogar os "joguinhos no computador" vovô? Vamos?

Como vou explicar para meu netinho que aquela velha máquina de escrever não serve para jogar os "joguinhos no computador"? Como vou explicar que, apesar disso, aquela velha máquina de escrever, foi o começo da minha vida profissional e que foi com ela que paguei minha faculdade, minha casa, comprei meu primeiro carro, criei meus filhos cuidei de minha família e que tive que abandoná-la quando aqui em casa surgiu o primeiro computador? Como vou explicar ao meu netinho que aquela velha máquina de escrever agora não serve para mais nada (???) porque foi ultrapassada pelas novas tecnologias que hoje ele já tem acesso aos 5 anos de idade e que o seu mundo é completamente diferente de quando o seu vovô tinha os mesmos 5 anos de idade? E como será com o seu netinho daqui a 50/60 anos? Qual será o "joguinho"?

Assim, não pude fazer o bastante para lhe agradar e lhe deixar contente com os "joguinhos no computador". Fico te devendo essa meu netinho. Um dia você vai me entender e talvez me perdoar.
São os novos tempos.

10 fevereiro 2010

Alguns Encontros Mundiais Sobre o Meio Ambiente

Colaboração de Roberto Ari Guindani
Doutorando – UNESP-Sp
Desde muito tempo os líderes e os grandes pensadores mundiais já vem tentando resolver e discutindo os problemas do meio ambiente. Podemos citar rapidamente três grandes acontecimentos: 1919 – LIGA DAS NAÇÕES – Objetivo: 42 países assinaram uma declaração com o objetivo de garantir a paz no mundo após a I guerra mundial. Deste encontro surge a ONU em 1945. 1944 – CONFERÊNCIA DE BRETTON WOODSObjetivo: Representantes de 44 governos se reuniram para estabelecer as bases para a reconstrução econômica da Europa devastada de II Guerra.
1972 – CONFERÊNCIA DE ESTOCOLMO – Objetivo: Foi então quando a ONU decidiu inaugurar a Primeira Conferência Mundial sobre o Homem e o Meio Ambiente. No Brasil podemos dizer que com a Constituição Federal de 1988 assumimos a preocupação em termos um meio ambiente mais saudável e limpo a todos (inclusive as gerações futuras). O Artigo 225 da CF 88 descreve o seguinte: Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. Depois disso tivemos diversos encontros mundiais para discutir assuntos relacionados ao meio ambiente. Relatamos alguns aqui: 1992 – ECO-92 – Objetivo: Meios de conciliar o desenvolvimento sócio-econômico com a conservação e proteção dos ecossistemas da Terra. Surgiu a Agenda 21. 1997 - PROTOCOLO DE KYOTOObjetivo: Constituiu-se no protocolo de um tratado internacional com compromissos mais rígidos para a redução da emissão dos gases que agravam o efeito estufa. 2002 – RIO+10 – Objetivo: Discutiram soluções já propostas na Agenda 21 primordial (Rio 92), para que pudesse ser aplicada de forma coerente não só pelo governo, e sim pelos cidadãos realizando uma agenda 21 local, implementando o que foi discutido em 1992. 2009 – COP-15 – Objetivo: Conferência das Nações Unidas que discutiu as Mudanças Climáticas. Alem das citadas, tivemos muitos outros encontros e discussões sobre os assuntos. Cada grupo defendendo seus interesses e definindo suas metas sobre os assuntos que lhe eram convenientes. Deixar este assunto de lado é um erro que levará sim, consequências exponenciais as futuras gerações do mundo. Precisamos, no entanto, é continuar levantando essa bandeira verde em prol da preservação e conservação de todos e tudo que está envolvido.

09 fevereiro 2010

Comunicação na Era Digital

Colaboração: Ariane Lúcia Guindani
Publicitária - FAE - Curitiba-Pr
Este artigo será publicado em 4 etapas. Aí está a primeira.
INTRODUÇÃO
Não é de hoje que a Comunicação tem sido de primordial importância para as civilizações, com o avanço da tecnologia e a busca incessante de conteúdo, a Web 2.0 vem sendo uma ferramenta de extrema importância na comunicação mundial, pois é a partir dela que muitos usuários compartilham opiniões e muitas dessas opiniões são fundamentais para empresas direcionarem os seus serviços. Sendo assim, este artigo se iniciará levando em conta quatro interfaces na elaboração: A Era Digital, a Web 2.0, As Redes Sociais e Como as empresas podem se beneficiar com a Web 2.0. Na seção 1 será abordada a Era Digital, na qual consiste em explicar de forma geral as transformações de todos os setores em função da Nova Era. Na seção 2 será explicado mais profundamente o que é a Web 2.0 e como é feita a distribuição dos conteúdos gerados na internet. Na seção 3 será apresentado as Redes Sociais diante do novo cenário virtual, bem como quais ferramentas existem e de que forma elas serve de interatividade entre as pessoas. Na seção 4 será analisado as empresas e a interatividade da Web 2.0, assim como será apresentado a situação do mercado atual e de que forma as empresas podem se beneficiar com a Web 2.0, e por fim, será apresentado 3 exemplos de empresas brasileiras nas quais não estão sabendo utilizar essa ferramenta como um diferencial competitivo. Assim, basicamente, este estudo será desenvolvido com pesquisa bibliográfica e espera-se que seja de extrema contribuição para a pesquisa do meio acadêmico e também para o aproveitamento e crescimento dos autores. 1 A ERA DIGITAL Antes da web 2.0 as comunicações das organizações eram comandadas pelos seus líderes ou pelos programadores de sites. Os tempos mudaram e continuam em transformação, e essas mudanças que acontecem não são somente no setor econômico e político, atualmente a era digital vem comando o espaço no mundo. É preciso estar atendo para acompanhar essas mudanças e seguir as tendências que o mercado exige, já que se trata de um novo perfil de consumidor, onde seu comportamento muda com frequência. Segundo Kavinski (2009, prefácio), o conceito de consumidor começa a perder seu significado original: passamos de consumidores a influenciadores e a multiplicadores. Seguindo esse conceito, as organizações precisam se adaptar constantemente e concentrar-se no comportamento do seu cliente. Ao mesmo tempo em que ele tem o poder de derrubar uma marca ou empresa ele pode fazer com que ela seja cada vez mais conhecida. Para Telles (2009, p. 23), o comportamento da geração digital é fortemente influenciado pela evolução tecnológica, com a entrada da tecnologia de informação que transformou nosso dia a dia. Isso porque essa nova era permite que isso aconteça através de sites onde o próprio consumidor opina, nos sites de relacionamentos e também a interatividade que a web 2.0 oferece para seus usuários. Com esse novo cenário de transformações tecnológicas e comportamentais, Kavinski afirma: As empresas deixam de serem as detentoras de seus próprios produtos e da comunicação, essa tarefa agora se mistura e se confunde no novo papel dos consumidores. Para atender às necessidades do novo consumidor, precisamos não só ouvi-lo, mas estar preparados para criar produtos cada vez mais passíveis de transformações, produtos que com o tempo talvez nem se prestem mais para as suas finalidades originais. Isso vale para tudo, para conteúdo, produtos e mídia. (KAVINSKI, 2009, p. 10) Atualmente nesse cenário assustador, as empresas ou organizações que não estão preparadas vão enfrentar muitos desafios para adaptar sua comunicação e para atender esse novo consumidor. Ao mesmo tempo esses desafios se tornam oportunidades de estar à frente com as exigências da nova era digital e tem a oportunidade de estar ligado às novas tendências e tecnologias que facilitam a comunicação da organização, criando um ambiente interativo entre empresa e cliente. São nesses contextos que entra a importância de usar as estratégias de marketing de relacionamento com seus consumidores, para saber melhor o que eles buscam, quais são suas preferências, e isso está cada dia mais fácil com as novas ferramentas, como redes sociais, sites de opiniões, SEM (Search Engine marketing) e SEO (Search Engine Optimization), e não só na internet as ferramentas de comunicação estão também nos celulares, nos smartphones multifuncionais e na TV digital. A geração digital busca novos caminhos, novos espaços e é essa geração que comanda e influência no comportamento das empresas. E ainda, A geração digital quer mobilidade e interatividade. Não é à toa que o chavão do móbile marketing é “anytime, anyplace, no matter”, ou seja, a qualquer tempo, em qualquer lugar, sem problema. Para atingir essa geração esqueça o horário nobre, aliás, o meu horário nobre sou eu quem faço, quando tenho tempo. Os novos consumidores exploram as propriedades de troca de horários, que tornam a veiculação fixa uma veiculação verdadeiramente sob demanda. (TELLES, 2009, p.21) A web 2.0 tem força suficiente para colaborar com esse novo cenário e já se fala até em web 3.0, com esse avanço ainda virão muitas surpresas para as organizações e os usuários e para Telles, (2009, P. 119) novas mídias serão criadas, comportamentos serão modificados, mas a diferença no marketing e na comunicação sempre será a presença da grande ideia. Cabem as empresas se adequar nas mudanças do futuro, a concorrência entre as mídias do futuro estão cada vez mais acirradas, entende-se essas mídias como, internet, os celulares multifuncionais e os fabricantes de TV, todos eles estão correndo para desenvolver a tecnologias perfeitas, e não se pode esquecer que quem vai comandar essas novas tecnologias é o usuário final.

08 fevereiro 2010

Lição de Vida

Havia um garoto que tinha um temperamento muito ruim. O pai desse garoto lhe deu um saco com pregos e lhe disse que toda vez que ele perdesse sua paciência, ele deveria martelar um prego atrás da cerca.
No primeiro dia o garoto enfiou 37 pregos na cerca. Em algumas semanas, de acordo com que ele ia aprendendo a controlar seu temperamento, o número de pregos martelados por dia reduziu gradativamente. Ele descobriu que era mais fácil controlar seu temperamento do que martelar todos aqueles pregos na cerca...
Finalmente chegou o dia em que o garoto não perdeu a paciência nem uma vez. Então ele chegou e disse aquilo ao seu pai. Este sugeriu que ele retirasse um prego por cada dia que ele conseguisse controlar seu temperamento.
Finalmente chegou o dia em que o garoto havia retirado todos os pregos da cerca. Então seu pai segurou sua mão e levou-o até a cerca e disse:
- Você foi muito bem meu filho, mas olhe os buracos na cerca. A cerca jamais será a mesma. Quando você diz coisas com raiva, estas coisas deixam cicatrizes exatamente como estas. É como você ferir fisicamente um homem. Não importa quantas vezes você peça desculpas, o mal estará feito. Um ferimento verbal é tão ruim quanto um ferimento físico.
Amigos são jóias muitíssimo raras. Eles fazem você sorrir e lhe dão apoio para que você tenha sucesso. Eles emprestam um ouvido, eles lhe elogiam e tem o coração sempre aberto para você.

02 fevereiro 2010

Objetivos deste Blog

Com o lançamento deste blog quero iniciar um trabalho que há muito venho tentando colocar em prática: devolver à sociedade um pouco daquilo que aprendi e às pessoas mais necessitadas um pouco de facilidade na obtenção de materiais que lhe indiquem os caminhos que devem ser seguidos para as suas pesquisas escolares ou profissionais.
Tudo que sei hoje foi porque alguém um dia me ensinou. Estas pessoas contribuíram para a minha formação e nunca me pediram nada em troca. Vindo de uma infância muito humilde e bastante pobre, me vejo assim na obrigação de transmitir o pouco que sei a outras pessoas que possam precisar e, com certeza elas existem, com o mesmo intuito de grandeza que os meus amigos, colegas e mestres, me deram de graça.
Pretendo divulgar informações úteis sobre meio ambiente, gestão pública e privada, auditoria, sociologia, livros, filmes, história, política e assuntos gerais de interesse comum.
Para isso, conto com a ajuda de valiosos colaboradores que, com o passar do tempo meus caros leitores e leitoras vão conhecer, e que estarão comigo nesta tarefa. Procuraremos disponibilizar assuntos de interesse geral para a sociedade, cuidando sempre para manter o mais alto nível das matérias publicadas, não descartando, porém, os possíveis debates que poderão surgir em torno de algum assunto, e assim aumentar o valor das discussões que pretendemos empreender sobre os mesmos.
Conto com o apoio de todos vocês e acima de tudo, conto com a sua leitura atenta e observadora.
Um grande abraço.
Ari Antônio Guindani

Personal Green

Colaboração de Roberto Ari Guindani
Doutorando – UNESP-Sp
Nos anos de 80 falar de meio ambiente era ser intitulado de “ECO-CHATO“ ou como se diz hoje “SEM NOÇÃO”: - “Como você pode dizer que os recursos naturais vão acabar? Isso é uma bobagem”. - “Quem vai comprar água para beber se a temos em abundância, e ainda mais, na torneira de todas as casas de nosso país”. Naquela época não se dava a devida importância pela preservação ambiental, pois os aspectos e impactos ambientais ainda não eram visíveis em grandes proporções. Com o tempo estes aspectos e impactos ambientais começaram a ficar mais evidentes, causando sim um desconforto aparente ao meio ambiente. É nesta época (anos 90) que começaram a surgir profissionais para trabalhar na área ambiental. Os “ECO-CHATOS” deixaram de ser assim intitulados para agora serem os “PERSONAL GREENS”. Com esta mudança de se ver o meio ambiente com “outros olhos” surgem algumas áreas para se atuar: 1- EDUCAÇÃO AMBIENTAL 2- GESTÃO EMPRESARIAL SOCIOAMBIENTAL 3- GESTÃO PÚBLICA SUSTENTÁVEL E com estas áreas em ascensão, surgem os profissionais em destaque na área ambiental: 1- BIÓLOGOS 2- ECOLOGISTAS 3- EDUCADOR AMBIENTAL 4- TÉCNICO AMBIENTAL 5- CONSULTOR AMBIENTAL 6- AUDITOR AMBIENTAL 7- ENGENHEIRO AMBIENTAL Por fim, destacamos que é importante que o profissional que trabalha nesta área continue se atualizando constantemente. Observa-se que a cada dia que passa estes profissionais estão sendo mais requisitados e valorizados em todos os setores da sociedade. Cabe a cada um desempenhar da melhor forma possível suas tarefas em prol do meio ambiente. REFERENCIAS: BRASIL - CF 88 REVISTA VEJA - EDITORA ABRIL, EDIÇÃO 2143 – ANO 42 – N. 50 - 16/12/2009 – PG. 140 PT.WIKIPEDIA.ORG