FRAIBURGO

03 março 2017

Bonita Mensagem!

Recebi do amigo Flavio José Martins, uma mensagem muito impactante para nós que trabalhamos no Hospital Fraiburgo, que eu gostaria muito de dividir com vocês. Ela diz assim:

"Paredes de hospitais já ouviram preces mais honestas do que igrejas. Já viram despedidas e beijos mais sinceros que aeroportos.  É no hospital que você vê um homofóbico ser salvo por um médico gay. A médica patricinha salvando a vida do mendigo. Na UTI você vê um judeu cuidando de um racista, Policial e presidiario na mesma enfermaria recebendo os mesmos cuidados, um Rico na fila de transplante hepático, o doador é pobre, nessa hora que o "hospital" toca na ferida das pessoas, universos que se cruzam em um propósito divino, e nessa comunhão de destinos nos damos conta de que sozinhos não somos ninguém!

A verdade absoluta das pessoas, na maioria das vezes, só aparece no momento da dor ou na ameaça da perda!! "

Muito obrigado.

Abraços e bom dia a todos.

Ari

19 fevereiro 2017

Foram Homens?

Ao abrir o site de notícias UOL deste dia 19/02/2017, mais precisamente às 17:30h, me deparei com esta foto:

Largo do Batata - São Paulo - Capital
Fico a imaginar que tipo de pessoa passou por ali. Será que são pessoas normais, para deixar um rastro de sujeira, pelas ruas daquela que alega ser a maior cidade do Brasil? Tenho dificuldades para entender esse tipo de pessoa. 

Sinto-me envergonhado, porque ali também é Brasil e não podemos permitir um descaso destes em pleno ano de 2.017 d.C. praticado por pessoas que se dizem cultas.

Onde foi que erramos?

Triste.

Ari